Guilherme Porto e a sua trajetória no wrestling.

Guilherme Barros de Arruda Porto, considerado por seus adversários como “monstro da luta”, foi atleta revelação de Mato-Grosso e hoje descrevi ao BDN ESPORTES sua trajetória até a luta livre.

Conhecer Guilherme foi muito motivador. Seus amigos do wrestling, todos sentem muito carinho e o respeito mútuo. É com satisfação, que coletamos momentos que fizeram a diferença na vida do atleta.

Guilherme Porto – trajetória.

BDNE – Como foi o seu início no esporte?

GP- Tudo começou aos 6 anos de idade no Judô, cheguei até aos 8 anos sem conhecer a derrota. Mas, quando tive minha primeira derrota não quis mais treinar, fiquei sem praticar esportes por três anos.

BDNE – Como conheceu a luta-livre?

GP- Aos 11 para os 12 anos, troquei de escola, um professor de: Jiu-Jitsu, Judô e de luta olímpica, me fez um convite para treinar Judô. No dia do treino fui muito bem, como se nunca tivesse parado de praticar, no término do treino o professor Chicão, me convidou novamente, para o outro dia treinar Jiu-Jitsu.  Aceitei o convite, porque havia gostado do coroa (sorriu ao descrever o professor) . No Jiu-Jitsu, fui super bem, no término do treino Chicão e eu conversamos:

Chicão – Amanhã tem luta olímpica aqui, vem treinar!

GP – (Eu sem saber o que era resolvi perguntar): – Que luta é essa?

Chicão – (Mostrou uma roupa de malha, da luta olímpica).

GP –Tá maluco Sensei, vou usar esse negocio não! (disse sorrindo ao ver a roupa de malha).

Chicão – Tá bom! mas, vem assistir.

GP- No dia da luta olímpica, compareci na metade do treino. Chicão, me pediu para fazer uma técnica de Judô e explicou a regra de luta olímpica. Em um contexto básico [Ele] me disse que era parecido, porem,  sem kimono. Chicão, pediu para mim, treinar com um companheiro, eu lutei e me apaixonei pela luta olímpica. Só foi difícil querer colocar a malha, demorou um tempo mas coloquei (sorriu ao lembrar) .

BDNE – Porque permanecer neste esporte?

GP- Com alguns meses de treino fui para o Brasileiro Escolar, sem saber muito e 5 kg abaixo da categoria, ganhei por técnica, de um oponente forte. (Mostrei, que mesmo pequeno tinha garra e agressividade). Lutei até chegar na semifinal, mas perdi, foi uma luta dura com outro mais experiente. Lembranças da minha primeira derrota, se repetia em  minha cabeça. Neste momento recebi um grande conselho de Chicão:

Se você desistir hoje, você vai se acostumar a desistir sempre, quando as coisas ficarem difíceis.

No outro dia, era a competição por equipes, lutei com garra e com todo o meu coração. A competição estava difícil, minha equipe estava perdendo. Ao chegar minha vez de lutar, fiquei nervoso e acabei pegando uma advertência, que poderia me desclassificar. Meu adversário veio com tudo para cima de mim, graças a isto, acabei por realizar uma queda perfeita, que me fez ganhar a luta por Touché, ajudando minha equipe a ir para a final.  

Nunca mais desisti, treinei para me tornar melhor, mas, com a mesma agressividade e sempre acreditando em mim.

Graças ao meu gênio “forte” e ao meu professor das antigas, me tornei em 2018, vice-campeão mundial de luta olímpica!”. 

BDNE – Descreva seus treinos.

GP-  Deixar de sair com os amigos, de fazer coisas que na minha idade eu deveria estar fazendo, me faz pensar, nas palavras de um sábio professor: “Nós atletas jovens, estamos acima da média, fazemos coisas que outros da nossa idade não fazem”. Levar meu corpo ao limite e me questionar do por que, treinar duro todos os dias? Luto por mim e por meus ideias. [Eu] escolhi estar aqui, ser o diferencial neste esporte e para Brasil, isto, cativa meu sentimento de satisfação, quando não estou mais conseguindo fazer nada, neste momento, é quando sei que o treino foi concluído.

BDNE – Fale do quê mais deseja.

GP- Todos os dias acordo bem cedo e arrumo minhas malas, como se fosse embora para minha casa, a vontade de voltar é grande… a saudades da família é imensa… mas, meu desejo de ser um campeão é inexplicável. Quero ser um bom representante, quero honrar: meus pais, nosso país, minha cidade, meu estado, eu estou treinando para isso, eu vou conseguir!.

BDNE – Diga uma frase que o inspira.

GP-Se você tem um sonho corra atrás dele, porque ninguém vai sonhar por você”. [autor desconhecido]. 

BDNE – Qual é sua música favorita?

GP- Post Malone – Congratulations.

BDNE – Diga o nome de seus treinadores.

GP- Professor: Josiel de Oliveira (Indinho), Francisco Fernando Júnior (chiquinho), Francisco José Fernandes (Chicão), Flavio Cabral e Felipe Macedo (Técnicos da Seleção Brasileira).

Reconhecimento esportivo:

Guilherme Porto e CBW – Na Série “De olho na Juventude”.

Campeões Brasileiros do Wrestling Cadete 2018 – Estilo Livre

Guilherme Porto – Campeão do Pan-Americano – Estudantil 2017 de Luta Greco-Romana (59kg)

Classificados – Pan-Americana dos Jogos Olímpicos da Juventude 2018.

Guilherme Porto Leva Prata na Luta Olímpica dos Jogos Escolares

http://bdnesportes.com/wp-content/uploads/2018/06/bdnesportes_Guilherme-Barros-De-Arruda-Porto-II-Juegos-Sulamericanos-de-la-Juventude2017-Ficha.pdf

Luzia Fernandes – 2 de Março de 2017: “Nossos atletas Guilherme Porto e Igor Queiroz, começaram muito bem o ano. Ambos foram campeões no 1º Torneio da Juventude 2017 – Seletiva para as Olimpíadas da Juventude Buenos Aires 2018, na modalidade Wrestling(Luta Olimpica) estilo Grego Romana. Hoje os dois são os Primeiros colocados no Ranking nacional. Além de Campeões de Jiu Jitsu e Judô, eles também são campeões de Wrestling. Parabéns Igor e Guilherme, isso é apenas o início de uma carreira vencedora no esporte. Obrigada CBW e Prof Pedrinho Gama Filho pelo apoio as federações estaduais, sem vocês nada disso seria possível”.

Foto: Wellen Neves – 5 de julho de 2016

Wellen Neves – 5 de julho de 2016: -Equipe pronta, bora pra cima !! com Guilherme Fernandes Carvalho, Igor Queiroz, Kethyle Lorenna, Guilherme Porto, Gabriella Borges, Jamily Gusmão e Antonio Capitula.

Jogos Escolares da Juventude Ano 2016.

Gigantes Online 5 de maio de 2016 – Publicação: Ana Luisa Toillier, Guilherme Porto, Federação Matogrossense de Jiu-jitsu e Lutas Associadas – Fmtjjla.

 

Capítulo Várzea Grande nº 409 – 6 de Abril de 2016: – Os membros do Capítulo Várzea Grande , Guilherme Porto e Guilherme Fernandes, participaram nesse sábado do Torneio de Luta Olímpica no Rio de Janeiro. Os dois trouxeram Medalhas para MT ! Parabéns Meus irmãos! Essas medalhas são fruto de muito treino e desejamos que continuem conquistando seus objetivos com dedicação e esforço.

Colégio CIN – 6 de Abril de 2016: – Parabéns ao aluno Guilherme Porto, participou da Seletiva para as Olimpíadas 2018, modalidade Luta Olímpica, obteve os seguintes resultados:Campeão no estilo Greco Romano. Vice-Campeão estilo Livre. Nosso atleta foi convocado para a Seleção Brasileira e irá participar do Campeonato Mundial em Madri, na Espanha. Show!!

Fabiano Maciel‎ – 17 de Outubro de 2015: -”Alguém me perguntou como é possível sorrir em meio a lutas.
Respondi: “- Quando temos plena confiança no propósito de Deus pra nossas vidas, tudo se torna mais leve, pois sabemos que

a vitória é questão de tempo certo.” Feliz aniversário Guilherme Porto te admiro muito guri pela sua humildade !!!  

clique na imagem para ampliar

Vídeos:

Apoiadores: 

Principal apoiador - Edson Tasca Porto (Pai)
Principal apoiador – Edson Tasca Porto (Pai)

 

Referências:

Foto: Cedida pela assessora de impressa do atleta: Cynthia Rayelle.