Guilherme Porto e CBW – Na Série “De olho na Juventude”.

A CBW incentiva seus atletas, através das séries de artigos “De olho na Juventude”, onde apresenta as revelações do wrestling, neste artigo, chegou a vez de Guilherme Porto.

Guilherme Porto e CBW – Na Série “De olho na Juventude”.

A série “De olho na Juventude” realizada pela CBW, hoje dia 3/10/2017 às 17:21, apresenta seu atleta do greco-romano, Guilherme Porto – 15 anos, natural de Rondonópolis/MT  e que vai representar o Brasil nos Jogos Sul-americanos da Juventude 2017, em Santiago no Chile.

Guilherme atualmente reside em Cuiabá, capital do estado, onde começou a praticar o wrestling em 2014. Depois de se destacar nos Jogos Escolares nacionalmente, onde conseguiu um vice-campeonato em 2016, Guilherme não parou mais e junto com o companheiro de treinos Igor Queiroz, colocaram o wrestling mato-grossense no cenário continental. Um crescimento veloz para uma Federação criada em 2013.

Guilherme Porto -relato:“Fiz Jiu-Jitsu, mas vi no wrestling a chance de representar o Brasil nos Jogos Olímpicos. Desde então venho me dedicando ao esporte. Primeiro competi nos Jogos Escolares e depois nas etapas da Juventude, onde recebi o convite do Flavio Cabral (coordenador de seleções da CBW), para participar de um período de treinos do Rio. Como tinha parentes morando no Rio de Janeiro, pedi a meu pai para ir ao Rio de Janeiro e fiquei na casa de um primo”.

Dando sequência ao trabalho realizado em Mato Grosso, Guilherme aproveitou o período de treinos no Rio de Janeiro. O atleta dividiu o tapete do ginásio do Centro de Educação Física Adalberto Nunes (CEFAN), da Marinha do Brasil, com integrantes da seleção sênior, entre eles Diego Romanelli e Ângelo Moreira, medalhista pan-americano e dentre outros atletas. Guilherme destacou a ajuda dos atletas mais experientes em sua passagem pela “Cidade Maravilhosa”, onde teve que ser contido para não exagerar nos treinos.

Guilherme Porto -relato:“Fui muito bem recebido pelos atletas da categoria, mesmo pelos de idade acima da minha. Eles me ajudaram bastante. Treinava no CEFAN, de manhã, à tarde e à noite pegava a barca para ir para Niterói, onde treinava na Niterói Wrestling, queria muito evoluir e acabava treinando mais do que o recomendado. Mas voltei para o Mato Grosso com muita dicas, aprendizados e a certeza que evoluí”.

Guilherme provou realmente ter aprendido os ensinamentos. Foi campeão e eleito ao melhor atleta do Pan-americano escolar 2017. Guilherme repetiu o tradicional gesto de pegar a bandeira e comemorar correndo em volta do tapete, após a final do combate. Gesto que representa muito para o atleta.

Ciente de que é apenas mais um degrau, na construção de sua ainda jovem carreira. Visando o objetivo de chegar aos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires 2018. O grequista quer provar que em uma nova categoria etária, pode manter o alto nível e seguir no pódio mesmo contra atletas mais experientes.

Guilherme Porto -declaração:“Quero levar essa medalha para o Brasil e para o Mato Grosso. Vou enfrentar atletas com mais experiência, mas confio nos meus treinadores e vou dar o melhor no tapete de lutas. Quero que o wrestling ganhe cada vez mais praticantes e se torne o esporte número um do Mato Grosso. Agradeço ao apoio de todos, principalmente dos meus pais e dos professores Chiquinho e Chicão, sei que não vai ser fácil as lutas, mas vamos em busca de mais um título”, frisou o atleta.

Guilherme Porto luta na categoria até 58kg, dia 6, sexta-feira, a partir das 16h.

Foto_divulgação_CBW

Referências:

Texto Original- Créditos: CBW.ORG.BR

Foto: Cedida pela assessora de impressa do atleta: Cynthia Rayelle.