Origem do Wrestling (Pále – em grego:πάλη) – Histórico – Da Arte Marcial

A origem do Wrestling Grego – Romana, que outrora se chamava-se Pále em grego: πάλη, a luta grega ou luta grega antiga, foi o esporte organizado mais popular na Grécia Antiga. Conheça a origem, fatos históricos e as curiosidades desta modalidade  marcial.

Origem do Wrestling (Pále – em grego:πάλη) – Histórico – Da Arte Marcial

A Grécia foi fundamental como província oriental do Império Romano, principalmente por sua influência na cultura romana, que passou a ser conhecida como Cultura Greco-Romana; A língua grega serviu como língua franca no Leste e na Itália, e muitos intelectuais gregos, como Galeno, iriam realizar a maior parte do seu trabalho em Roma. A ambição romana pela região grega estava relacionada com a sua admiração pela cultura, literatura e arte, o que levou a um processo de aculturação.

Wrestling que traduzido do inglês, significa Luta Livre. Em que consiste a origem e estilo de Luta Livre ou Luta Grego – Romana não é bem definida, pois, de acordo com os historiadores sobre o século XIX a.c., cito os Livros: Novos Domínios da História – página 117 -Autor: Ciro Cardoso, Ronaldo Vainfas e do livro Universo Olímpico: Uma Enciclopédia das Olimpíadas – página 375 – Por Eduardo Colli. O estudo sobre este contexto histórico, que envolviam lutas de contato, não era de grau relevante para os estudiosos da época, mas, em narrativas sobre os fatos decorrente da prática no envolvimento artístico e cultural, obtemos uma hipótese, sobre essa origem, que sua pratica veio de terras ao longe, terras da Ásia Meridional (Sul da Ásia) e da arte marcial indiana.  Veja mais Artes Marcias Matriz e Ramificações

Origem da Luta Livre – Resumo Histórico.

A luta, (texto refere-se a luta em termo geral e não a uma modalidade específica), é uma das mais antigas formas de combate, referências tão antigas quanto a Ilíada, de Homero, que narra a Guerra de Troia, nos século XIII e XII a.C.. A origem da luta pode ser rastreadas até 15.000 anos através de desenhos em cavernas na França. Desenhos babilônicos e egípcios mostram lutadores usando a maioria das pegadas conhecidas no esporte atual. Existem desenhos de lutadores nas cavernas dos sumérios-arcadianos, datados de 3000 a.C.. No Egito, também existem estes tipos de desenhos e pinturas murais no túmulo 15 em Beni Hasan, datados de 2400 a.C.

Da China estes conhecimentos se expandiram para o mundo. Muitos perguntam sobre a origem das artes marciais, no entanto, na história, estudos culturais e arqueológicos, apresentam comprovações de uma única rota percorrida por todas as civilizações antigas, que era a rota para a Índia. Podemos dizer que a base das artes marciais, da sua forma mais pré-histórica provem da Índia, e as demais artes marciais provem  de sua principal ramificação que era da região chamada Ásia Meridional (Sul da Ásia), nos países como a China, Japão e Índia desenvolvendo as ramificações segundarias pela Africa, Egito, Grécia e Roma, porém, não exatamente nesta ordem. (ver artigo Matriz e Ramificações das Artes Marciais na História)

 Funerária alívio (510-500 aC) que descreve lutadores.

Na Grécia antiga, a luta ocupou um lugar de destaque nas lendas e na literatura; O pále era uma forma popular de arte marcial, pelo menos na Grécia Antiga (cerca de 1100-146 a.C.) competições de luta, brutais em muitos aspectos, o pále foi o esporte número um dos Jogos Olímpicos, introduzido na Antiguidade em 708 a.C., através da prática do estilo pancrácio, pouco depois da data histórica do início dos Jogos Olímpicos, em 776 a.C..

Lutadores em uma tetradraquia de prata de Aspendos, Pamphilia

(400-374 a C)

Após a conquista romana sobre os gregos, a luta grega foi absorvido pela cultura romana e tornou-se a luta romana durante o período do Império Romano (510 a.C. a 500 d.C.). Os antigos romanos tiveram forte influência da luta grega, mas eliminaram grande parte da sua brutalidade, ” Talvez seja por isso a denominação, Luta Grego-Romana”. 

Peleus e Atalanta luta livre (Pintor de vaso do nome de Munique, amphora na figura negra do ático, 500-490 aC).

Duelos em narrativas históricas – Origem da Luta Livre.

Algumas das primeiras referências, podem ser encontrados na luta mitológica grega, que comemora a ascensão de Zeus como governante da Terra, após, uma luta com se pai Cronos.  Mas,  também há a narrativa da luta de Priscus x Verus – que é supostamente o primeiro registro da luta grego – romana d.c.

Priscus (século XIII) foi um gladiador romano de origem celta. Seu combate com Verus foi o entretenimento destacado dos jogos do dia de abertura, patrocinados por Titus para inaugurar o Anfiteatro Flaviano em 80 d.c; Foi registrado em um poema ludatório de Martial – Liber Spectaculorum e é a única descrição detalhada, conhecida sobre a sobrevivência de gladiadores. Este poema ludatório foi escrito para honrar e destacar todos os eventos dos jogos de Titus. Sua luta marcou o início da celebração e se concluiu em um resultado raro. Ambos os gladiadores foram declarados vencedores da partida, e foram inesperadamente concedidos a liberdade pelo Imperador.

Marcial, liberte spectaculis 29:

“Como Priscus e Verus desencadearam o concurso
e a luta entre o par permaneceu igual,
grita alto e muitas vezes procurava quitação para os combatentes.
Mas Tito obedeceu a sua própria lei
(A lei era que a luta continuava sem escudo até que um dedo fosse levantado).
O que ele podia fazer, ele fazia, muitas vezes oferecendo pratos e presentes.
Mas foi concluído o fim da luta paralela:
Igual que eles lutaram, igual eles renderam.
Para ambos, Titus enviou espadas de madeira e as duas palmas.
Assim, valor e habilidade tiveram sua recompensa.
Isso aconteceu sob nenhum príncipe, mas você, Titus:
Dois lutaram e ambos ganharam. ”

Evolução do Wrestling – Fatos registrados.

O termo wrestling é uma palavra inglesa antiga que foi originada algum tempo antes de 1100 d.C. É talvez a palavra mais antiga ainda em uso na língua inglesa para descrever o combate corpo-a-corpo. O dicionário online Merriam-Webster define wrestling como “um esporte ou uma competição em que dois indivíduos desarmados lutam corpo a corpo, cada um tentando subjugar ou desequilibrar o outro”.

O Novo Milênio distingue o uso de “wrestling” (luta livre) (substantivo) e “grappling” (lutando) (substantivo) como sinônimo.

Rick Sanders vs Eduardo Maggiolo 1972.

Durante a Idade Média (do século V ao século XV), a luta permaneceu popular e apreciada com o patrocínio de várias famílias reais, incluindo as da França, Japão e Inglaterra.

Os primeiros norte-americanos trouxeram uma forte tradição de luta com eles, quando vieram da Inglaterra. Os colonos ingleses também encontraram na luta, como algo popular entre os nativos norte-americanos. A luta amadora floresceu ao longo dos primeiros anos dos Estados Unidos e serviram como uma atividade popular em feiras do país, nas celebrações de feriados, e em exercícios militares.

O primeiro torneio de luta organizado nesse país foi realizado em Nova York, em 1888, enquanto a primeira competição de luta nos Jogos Olímpicos modernos foi realizada em 1904 em Saint Louis, Missouri. A FILA foi fundada em 1912, em Antuérpia, na Bélgica. O primeiro NCAA Wrestling Championships também foi realizado em 1912, em Ames, Iowa. A USA Wrestling, localizada em Colorado Springs, Colorado, tornou-se o corpo do governo norte-americano de luta amadora em 1983.

Modalidades

O estilo de luta de Lancashire pode ter formado a base do catch wrestling, também conhecido como “catch as catch can”. Os escoceses mais tarde criaram uma variante desse estilo, e os irlandeses desenvolveram o estilo “collar-and-elbow” que mais tarde foi levado para os Estados Unidos.

Um francês geralmente é creditado como o reestruturador europeu do loose wrestling em um esporte profissional”, a luta greco-romana. Este estilo, que foi concluído por volta do século XIX, e através dele, a luta foi destaque em muitas feiras e festivais na Europa.

A luta nas olimpíadas modernas

A luta já estava no programa da primeira edição da Olimpíada da Era Moderna, em 1896. Apenas em 1900, o esporte não constou no programa. Ambos os estilos, o estilo-livre e o greco-romano, são disputados em olimpíadas desde 1920. Antes disso, exceto em 1908, apenas um dos estilos era usado nos Jogos, o greco-romano.

Hoje em dia, a Rússia é o país dominante na luta mundial, especialmente no estilo greco-romano. Mas os Estados Unidos estão perto da Rússia, em termos técnicos, no estilo-livre. Outros países que produzem grandes campeões, são: Irã, Turquia, Mongólia. Nesses países, a luta é o esporte nacional.

Na preparação dos Jogos Olímpicos de Atenas em 1896, os organizadores consideraram a luta uma modalidade historicamente tão significante, que ela se tornou o foco dessa edição. Foram relembradas algumas situações da edição de 708 a.C., com lutadores usando óleo pelo corpo e lutando em areia. O estilo greco-romano foi considerado a reencarnação da antiga luta greco-romana.

Oito anos mais tarde, foi incluído um segundo estilo com menos peso histórico e beleza, mas de grande popularidade. Conhecido por todos como “catch as catch can”, a luta estilo-livre tornou-se a matéria-prima do século XIX em eventos e festivais na Inglaterra e Estados Unidos. Uma forma de entretenimento. Da mesma maneira que o greco-romano, o estilo-livre transformou-se em um ícone dentro dos Jogos.

Competições

Nas competições de greco-romano, os lutadores só podem utilizar seus braços e tronco para atacar. Já no estilo-livre, os lutadores podem usar suas pernas e atacar o oponente abaixo da linha de cintura.

Disciplinas internacionais (estilos não-folclóricos)
As disciplinas de luta definidas pela a antiga FILA, hoje a atual UWW, são divididas em duas categorias, as disciplinas de luta internacional e as disciplinas de luta tradicional. Segundo a Federação Internacional de Lutas Associadas, há cinco disciplinas de luta internacional reconhecidas atualmente em todo o mundo. Estas disciplinas são: luta greco-romana, o freestyle wrestling, grappling, beach wrestling e sambo.

Luta greco-romana: Greco-romana é uma disciplina internacional e um esporte olímpico. No estilo greco-romano, é proibido segurar o oponente abaixo da cintura, fazer trips, e utilizar ativamente as pernas na execução de qualquer ação. Recentes mudanças de regras na greco-romana aumentaram as oportunidades para dar maior ênfase à explosão, arremessos de “grande amplitude”. Imobilizar um adversário no tatame é uma forma de ganhar. Um dos lutadores mais conhecidos de greco-romana é Alexander Karelin da Rússia.

Freestyle wrestling (livre estilo de luta livre): é uma disciplina internacional e um esporte olímpico, tanto para homens quanto para mulheres. Este estilo permite o uso das pernas do lutador ou do adversário no ataque e na defesa. O freestyle wrestling tem suas origens no catch-as-catch-can e a principal condição de vitória neste estilo, envolve o lutador vencer jogando e fixando o seu adversário no tatame. Nos Estados Unidos, em instituições de ensino médio e universitário, é conduzido sob regras diferentes e é chamado de luta escolar e luta universitária, respectivamente. Fora dos Estados Unidos, é possível encontrar lutadores de wrestling profissional que competem pelas regras do freestyle wrestling.

Grappling –  Grappling é um estilo de luta que consiste em controlar o oponente sem usar golpes e também inclui o uso de submission hold. É também chamado de “submission grappling”. Começa a partir de uma posição de pé ou no chão depois de uma derrubada, e o objetivo é fazer com que o adversário seja submetido através da utilização de técnicas de imobilização, tais como chaves. O grappling, diferenciando-se da definição da FILA, desempenha um papel importante na prática de artes marciais misturadas (MMA) e pode ser usado como uma técnica de defesa pessoal. Reúne técnicas de jiu-jitsu brasileiro, freestyle wrestling, luta americana tradicional (catch-as-catch-can), sambo e judô. Grapplers usam shorts e uma camiseta apertada (no-gi) ou quimonos (gi).

Combat grappling: é uma forma segura e amadora de artes marciais misturadas (MMA), que incorpora técnicas da maioria dos atuais sistemas de artes marciais, criando um ambiente de combate original que, alternativamente, leva a luta em pé para posições no solo. Disputas de combat grappling ou são ganhos por holds de grappling como chaves comuns e estrangulamentos, ou por técnicas de chute-boxe. O combat grappling também pretende ser uma forma realista de defesa pessoal cobrindo todos os aspectos da luta no chão e em pé, tornando-o perfeito e seguro para uso por policiais, militares e em treinamento de segurança.

Beach wrestling: Aparentemente, em uma tentativa de dar à luta maior apelo para as audiências televisivas, a FILA aprovou o beach wrestling como disciplina oficial no período de 2004 e 2005. O beach wrestling é uma luta em pé feito por lutadores, homens ou mulheres, dentro de um círculo cheio de areia medindo 6 metros (20 pés) de diâmetro, com apenas duas categorias de peso, leves e pesados. O objetivo é arremessar o oponente ou pegar o adversário em suas costas. Os lutadores usam trajes de banho, em vez de uniformes especiais de luta. Os lutadores também podem usar shorts esportivos ou de lycra.

Sambo: é uma arte marcial que se originou na União Soviética (mais especificamente da Rússia), no século XX. É um acrônimo para “autodefesa sem armas” em russo e teve suas origens nas forças armadas soviéticas. Suas influências são variadas, com técnicas emprestadas de esportes de combate que vão desde os dois internacionais estilos de luta (greco-romana e freestyle) até o judô, jiu-jitsu, os estilos europeus de luta tradicional, e até mesmo a esgrima. As regras para o sambo esportivo são semelhantes às do judô competitivo, com uma variedade de chaves de pernas e holds de defesa dos diferentes estilos de luta nacional da União Soviética, embora não permita estrangulamentos.

Disciplinas estilo tradicional – wrestlilng tradicional :Lutadores tibetanos em 1938. A luta tradicional descreve uma forma tradicional de luta exclusiva para uma cultura ou região geográfica do mundo que a FILA não administra as regras. Exemplos de estilos de luta tradicional, incluem entre outros:

Backhold wrestling da Europa; Luta de Cumberland e catch-as-catch-can da Inglaterra; Huka-huka do Brasil; Galhofa de Portugal; Kurash do Uzbequistão; Gushteengiri do Tajiquistão; Khuresh da Sibéria; Lotta campidanese da Itália; Pahlavani do Irã; Pehlwani da Índia; Penjang gulat da Indonésia; Schwingen da Suíça; Shuai jiao da China; Ssireum da Coreia e Glíma da Islândia.

Os estilos de luta tradicional não são reconhecidos como estilos internacionais de luta pela FILA.

Catch wrestling: é um estilo tradicional de luta que tem várias origens, os mais famosos são os estilos tradicionais da Europa como “collar-and-elbow”, luta de Lancashire ou “catch-as-catch-can”, submission wrestling, entre outros, além dos estilos asiáticos pehlwani e jujutsu.

O termo às vezes se refere ao estilo de wrestling profissional que era praticado nos Estados Unidos no final do século XIX e começo do século XX (Após a guerra civil até a grande depressão). Este esporte era muito popular nos carnavais dos Estados Unidos neste período. Os lutadores desafiavam a comunidade local e podiam ganhar uma boa grana se ganhassem do lutador mais forte através de um “pin” ou por submissão.

Isto consequentemente levou aos lutadores a se preparavam para os piores tipos de combate que poderiam aparecer. E como eles viajaram muito, conheciam gente de várias nacionalidades e consequentemente vários estilos de luta tradicional diferentes.

Através destas competições, que eram muito famosas na Europa também, muitos estilos desconhecidos até então foram popularizados como o pehlwani, o judo, jujutsu, entre outros. Todos estes estilos contribuíram para o desenvolvimento do estilo catch wrestling.

UWW

A United World Wrestling (UWW) é a entidade internacional responsável pela prática das lutas esportivas. Fundada em 1912, como Federação Internacional das Lutas Amadoras (FILA), mudou de nome em 2014, no seguimento de medidas extraordinárias, para evitar que as lutas saíssem do programa Olímpico, nos Jogos de Tóquio 2020.

No esporte olímpico, regulamenta e organiza a luta livre e a luta greco-romana, esportes integrantes do programa olímpico. Nos Jogos Olímpicos, são disputadas 18 categorias do esporte.

Bill Farrell Memorial International Open – Origem do Campeonato

Referências

-Eusébio de Cesareia, Crônica, As Olimpíadas Gregas – Uma lista desde a primeira olimpíada até a 247a, quando Antonino, filho de Severo, era imperador dos romanos a b Martin, 50.

-Livro: Miller, Stephen G. (2004). Ancient Greek Athletics. New Haven: Yale University Press. p. 49. ISBN 9780300100839

-Livro: Universo olímpico: uma enciclopédia das Olimpíadas – Página 375 – Autor: Eduardo Colli;

Foto – LG11 1972 Wire Photo RICH SANDERS EDUARDO MAGGIOLO Olympic Freestyle Wrestling -wikimedia.org

Foto do blog Aumagic

Wrestling, Freestyle” por Michael B. Poliakoff extraído de David Levinson & Karen Christensen (1996). Encyclopedia of World Sport. From Ancient Times to the Present (em inglês). 3. Santa Barbara, CA, EUA: ABC-CLIO, Inc. p. 1190

Encyclopedia Britannica (em inglês). [S.l.: s.n.] 1981. p. 1026
https://unitedworldwrestling.org/organization/history
Mihoces, Gary (11 de julho de 2005). «Wrestling’s New World Rises from Sand». USA Today. Consultado em 8 de outubro de 2007

lateinoase.de/autoren/martialspectaculis-29

Foto Pále -Wrestlers on a silver tetradrachm of Aspendos, Pamphilia (400–374 BC)

«Organization – United World Wrestling» (em inglês). United World Wrestling. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2016

Goddard, Emily (15 de setembro de 2014). «FILA set to change name to United World Wrestling» (em inglês). InsidetheGames. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2016 – wikipedia.org