Prêmio Brasil Olímpico – COB 2017

O tenista Marcelo Melo e a judoca Mayra Aguiar, foram os principais vencedores da 19ª edição do Prêmio Brasil Olímpico, realizada na noite desta quarta-feira (28.03), na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

Prêmio Brasil Olímpico, Marcelo Melo e Mayra Aguiar receberam os troféus das mãos do ministro do Esporte, Leonardo Picciani, e do presidente do COB, Paulo Wanderley.

Caio Bonfim, da marcha atlética, ficou com o prêmio Atleta da Torcida. Os destaques de 51 modalidades também foram homenageados no evento que ficou marcado por homenagens a Lars Grael e a Bebeto de Freitas.

Ana Marcela Cunha (maratona aquática) e Ana Sátila (canoagem slalom), no feminino; e Caio Bonfim (atletismo) e Evandro/ André (vôlei de praia), no masculino, estavam no páreo para o prêmio Atleta do Ano.

O júri composto por: ex-atletas, jornalistas, dirigentes e personalidades do esporte. Decidiram pelo ótimo desempenho de Marcelo e Mayra.

Aos 26 anos, a judoca gaúcha conquistou o ouro em Budapeste (Hungria), seu segundo título em Mundiais da modalidade. Com essa medalha, ela se tornou a brasileira com mais pódios (cinco) no torneio. Em seu pescoço também já foram penduradas duas medalhas olímpicas: bronze em Londres 2012 e no Rio 2016.

O mineiro Marcelo Melo também teve um 2017 repleto de glórias. Ele terminou a temporada como líder do ranking de duplas da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). Jogando ao lado do polonês Lukasz Kubot, Melo ganhou seis torneios.

O mais marcante foi o título em Wimbledon, após uma final que durou quase cinco horas e terminou com 13 games a 11 no quinto set.

Atleta da Torcida

O brasiliense Caio Bonfim, atleta da marcha atlética, foi o mais votado em uma votação popular realizada no site do COB e em redes sociais. Ele ficou com 46% dos votos e venceu os concorrentes: Ana Marcela Cunha (maratona aquática); Ana Sátila (canoagem slalom); André/Evandro (vôlei de praia); Gabriel Medina (surfe); Bruno Fratus (natação); Letícia Bufoni (skate); Marcelo Melo (tênis); Mayra Aguiar (judô) e Rebeca Andrade (ginástica artística).

Homenagens a Lars Grael e a Bebeto de Freitas

O velejador Lars Grael foi homenageado com o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, prêmio que destaca personalidades que representem os valores positivos do esporte. Medalhista olímpico em Seul 1988 e Atlanta 1996. Ele teve a carreira interrompida em 1988, quando quase perdeu a vida em um acidente com uma lancha, que resultou na amputação de sua perna direita.

Antes de entregar os prêmios aos melhores treinadores do ano. O COB fez uma homenagem ao técnico de vôlei e dirigente esportivo Bebeto de Freitas, que faleceu no dia 13 de março em Belo Horizonte. José Roberto Guimarães, tricampeão olímpico como técnico das seleções brasileiras masculina e feminina de vôlei. Recebeu pela quarta vez o troféu de Melhor Técnico do Ano.

Em seu discurso, Guimarães não poupou elogios ao mentor. “Foi o Bebeto que deu a primeira oportunidade como seu assistente técnico. Minha gratidão pelo que ele fez pelo vôlei e pelo esporte do meu país”.

Também foram homenageados com prêmios especiais os melhores atletas dos Jogos Escolares da Juventude. Layane Miranda, do wrestling, e Joon Shin, do tênis de mesa, foram os vencedores entre adolescentes de 12 a 14 anos. Já na categoria entre 15 e 17 anos, Amanda Kunkel, do ciclismo, e André Luiz Souza, da natação, ficaram com os troféus.

Este ano algumas modalidades tiveram seus primeiros atletas homenageados. Beisebol e Softbol, Escalada Esportiva, Karatê, Surfe, Skate, Basquete 3×3 e Ciclismo BMX Freestyle farão parte das disputas em Tóquio 2020.

Vencedores das 51 modalidades do Prêmio Brasil Olímpico 2017

Atletismo: Caio Bonfim
Badminton: Ygor Coelho
Basquete: Vitor Benite
Basquete 3×3: Luiz Felipe Soriani
Beisebol: Eric Eiji Taniguchi Pardinho
Boxe: Beatriz Ferreira
Canoagem Slalom: Ana Sátila
Canoagem Velocidade: Isaquias Queiroz
Ciclismo BMX (Freestyle): Eduarda Bordignon
Ciclismo BMX (Racing): Priscilla Carnaval
Ciclismo Estrada: Flávia Paparella
Ciclismo Mountain Bike: Henrique Avancini
Ciclismo Pista: Gabriela Yumi Nishi Gomes
Desportos na Neve: Michel Macedo
Desportos no Gelo: Edson Bindilatti e Edson Martins
Escalada Esportiva: Felipe Ho Foganholo
Esgrima: Nathalie Moellhausen
Futebol: Luan (Grêmio)
Ginástica Artística: Thais Fidelis
Ginástica Trampolim: Camilla Gomes
Ginástica Rítmica: Jéssica Sayonara Maier
Golfe: Herik Frederico Machado Oliveira
Handebol: Eduarda Amorim
Hipismo adestramento: João Victor Oliva
Hipismo CCE: Márcio Carvalho Jorge
Hipismo saltos: Pedro Veniss
Hóquei sobre grama: André Luiz Couto
Judô: Mayra Aguiar
Karatê: Douglas Brose
Levantamento de pesos: Fernando Saraiva Reis
Maratona Aquática: Ana Marcela Cunha
Natação: Bruno Fratus
Nado Sincronizado: Maria Clara Lobo
Pentatlo Moderno: Danilo de Moraes Fagundes
Polo Aquático: Illana Pinheiro
Remo: Uncas Tales Batista
Rugby: Rachel Cristina Kochhann
Saltos Ornamentais: Isaac Nascimento de Souza Filho
Skate: Pedro Barros
Softbol: Fernanda Ayumi Shiroma
Surfe: Gabriel Medina
Taekwondo: Iris Sing
Tênis: Marcelo Melo
Tênis de mesa: Hugo Calderano
Tiro com arco: Marcus Vinícius D´Almeida
Tiro esportivo: Felipe Wu
Triatlo: Vittória Lopes de Mello
Vela: Martine Grael e Kahena Kunze
Vôlei: Natália Zilio
Vôlei de praia: André Stein e Evandro Gonçalves
Wrestling: Joilson de Brito Ramos Jr.

Referência e maiores informações no Ministério do Esporte

Fotos: Flickr

Veja também

Bujutsu – (Arte do Bastão – Bō)

MMA – Mixed Martial Arts – Artes Marciais Mistas – Sua origem pelo mundo